11/27/2006

Waiting For Eden*









Mário Cesariny - Porta de entrada para o mundo paralelo

Nunca estive tão só diz o meu corpo
e eu rio-me porque o corpo
é o corpo
não tem nada a fazer não tem para onde ir.

Mário Cesariny

* Brad Mehldau Trio (7:32) in 'House on the Hill'

10 comments:

Miguel said...

Detesto quando o mundo perde pessoas que marcam os dias, que deixam um vazio, um espaço que falta e que ninguém ocupará.

Elisa said...

Detesto quando o mundo perde a poesia. Acho que não aconteceu. Os poetas são homens, morrem. A poesia deles não.

Carlos Azevedo said...

Bonito...

Elisa said...

Ora viva, Carlos.
Obrigada.

della-porther said...

elisa
hoje a meia-noite acontecerá o lançamento do Tabaris. Um espaço que construi para falar um pouco da cultura do meu lugar.
Você é minha convidada.
http://otabaris.blogspot.com


Um beijo
Emília Della-porther

Elisa said...

Viva Della
Fui lká espreitar... aqui já são 0:42... e o night club estava ainda vazio. Lá voltarei e muito obrigada por me convidar.
Um beijo

JM said...

Fizeste bem em homenagear Cesariny. Não foi um surrealista, como o apelidam. Quem o ouviu falar foi alguém que moldou a realidade ao seu mundo e a divulgou tal como a via pelos seus olhos. É sem dúvida um nome que merece mais atenção por parte de quem educa, pois tem muito para ensinar aos mais jovens. Nem que seja a ousadia de que queria, como sonho maior, pintar Portugal. Parabéns pelo blog!

Elisa said...

Jm
não foi exactamente uma homenagem. Obrigada pelas palavras e pelos parabéns. :-)

Salsa said...

Lembro-me que Cesariny foi um dos poetas portugueses que eu apresentei aos meus alunos de uma Universidade ca do novo mundo(eu lecionei literatura durante um breve periodo). Um grande poeta.

Elisa said...

Obrigada Salsa, por apresentares Cesariny aos estudantes de literatura aí no Brasil :-)