7/10/2008

You Say You Care*























Jackson Pollock -Shimmering Substance

What am I to you? What am I to you? What are you to me? What are you to me? What I am you are. What you are I am.


*John Coltrane (6:17) in 'Fearless Leader'

7 comments:

Anonymous said...

Hoping your summer is going well!

Simply because I care.

Melly

Elisa said...

Hi Melly
Not so bad,the summer. Hope you are ok.
Miss you

Anonymous said...

"Caí" em si por acaso (ou melhor : Miró e Keith Jarrett...) Achei engraçadíssimo ! Além do jazz e da pintura , temos (excepto na idade)muita coisa em comum : sociólogo/professor (ex)/
investigador (ainda).
Deixo-lhe os meus blogs :
http://transdisciplinar.blogs.sapo.pt
http://transdisciplinaire. over-blog.com/
Se quiser espreitar, terei muito gosto nisso.
(Eu vou copiar uma coisa de um post seu. Espero que não se importe.)
:))
José-Carlos

vfs said...

a face de Deus!
ou corpos que se enrolam no chamar.

leves jóias nos pincéis.
reimpressões dispersas em mel,
crinas amarelas nos corcéis.

desintegro-me na densidade do pleno.
qual breve instante consubstanciado,
no tempo atroz das dúvidas persistentes.

e contemplo a dança viva da cores
na magnitude da desordem criada.

sou submisso do prazer!
no encantamento das flautas douradas.

Shimmering substance,
liberdade reunida em essência.

===================================

the face of God!
or bodies that roll in summon.

concise jewels in the brushes
dispersed reprintings in honey
yellow locks in the steeds

I disintegrate myself in the density of the whole.
as a brief consubstantiate instant,
in the atrocious time of the persistent doubts

and I contemplate the living dance of the colors
in the magnitude of the created chaos.

I am a servant of pleasure
in the charm of the golden flutes.

Shimmering Substance,
freedom congregated in essence.

JMG said...

Porque será que não me admirei de encontrar aqui Pollock?

Elisa said...

Encontras muito Pollock aqui...sem dúvida. E não é de admirar, de facto, que o encontres aqui.

Elisa said...

Encontras muito Pollock aqui...sem dúvida. E não é de admirar, de facto, que o encontres aqui.