2/05/2008

Strange Place For Snow*

















Anselm Kiefer - Everyone Stands Under His Own Dome of Heaven


Creio ainda em coisas. em que (já) não devia crer. não creio (já) em coisas. que devia (ainda) querer.

* Esbjörn Svensson Trio (6:40) in ' Strange Place for Snow'

9 comments:

Lou Salomé said...

Querida Elisa,
que estranha dialéctica essa. da fé. e da vontade. um passo? um abismo? a que distância está o crer. do querer.
bj

Lou

Elisa said...

Lou
pois
se eu soubesse tudo isso seria feliz... e daí... talvez nem por isso.
um beijo
e gosto que também me visites aqui.

John Lester said...

Nossa crença deve ser proporcional ao prazer que ela nos traz. Ainda ou já.

Grande abraço, JL.

Lou Salomé said...

só que,às vezes,o nosso prazer vem exactamente de crermos no muito que queremos, não é, JL? e nem sempre...
Lou

(Elisa, lá estou eu a conversar dentro da tua casa...)

Elisa said...

Lou, estás à vontade.
Lester... o prazer é o que nos faz os dias raros, já diz o Sérgio Godinho nos Dias úteis.

João Amaral said...

E renovamo-nos nessas crenças e quereres.

João Amaral said...

E assim nos renovamos, nessas crenças e quereres. Tanto que hoje queremos não creríamos antes provável.

João Amaral said...

Desde o D. que os comentários estão azulados.

Elisa said...

João
não sei se nos renovamos ou não. Mas eu não creio em muitas das coisas que quero. E não quero muitas das coisas em que creio.
E que significa que desde o d. os comentários estão azulados? De qualquer forma, o azul é uma cor bonita. Creio eu.